Eliminação de HCFC e CFC

  • HCFC and CFC PhaseOut
  • A introdução de CFCs e, posteriormente, de HCFCs solucionou problemas importantes de segurança durante a primeira parte do século passado, mas os riscos ambientais não foram considerados até meados de 1970. Nesta fase, as consequências severas de uma utilização continuada especialmente dos CFCs tornaram-se óbvias, levando a um phase out global conhecido como o Protocolo de Montreal.

    O phase out dos CFCs foi realizado globalmente. Embora os antigos sistemas ainda estejam em execução, nenhum novo sistema ou CFCs virgens para serviço são permitidos.

    A substituição foi, em grande medida, substituindo os CFCs pelos HFCs, sem comprometer a segurança durante a instalação e utilização. No entanto, como sabemos hoje, o uso generalizado de HFCs, eventualmente, iria se tornar uma importante fonte de aquecimento global.

    R22 é o HCFC predominante devido à sua ampla aplicabilidade. O R22 é, no entanto, parte dos planos de phase out devido aos seus mínimos potenciais de ODS. Os países desenvolvidos já realizaram o phase out do R22, enquanto os países emergentes ainda estão usando o R22 como o principal refrigerante. O phase out já foi iniciado e continuará com uma diminuição de 10% em 2015.

    O phase out do R22 nos países desenvolvidos levantou a questão: Qual é o melhor substituto? Enquanto os países desenvolvidos introduziram o HFC nos anos 90, os países emergentes estão enfrentando um difícil dilema. Por um lado, eles poderiam optar pelo uso das novas soluções com baixo potencial de aquecimento global que ainda não possuem um elevado grau de maturidade. Ou poderiam optar por utilizar as tecnologias de HFC bem comprovadas que, no entanto, podem se tornar obsoletas em alguns anos.

     

Socialize Participe

Quer socializar conosco?

Venha nos conhecer e conversar conosco